Pesquisar músicos:

Lucas Porto
* 03/12/1977 Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Instrumentista, arranjador, compositor.
email

Na casa de Lucas Porto sempre se ouviu muita música. "Meu pai tem predileção por música clássica e ópera, e os discos com concertos e sinfonias tocavam o tempo inteiro, mas também ouvíamos muito Milton Nascimento, Elis Regina, Chico Buarque, Cartola, Nelson Cavaquinho e Tom Jobim. Também ouvíamos Mercedes Sosa e Astor Piazzolla." 

Entre suas lembranças musicais mais antigas estão os concertos e óperas assistidos no Teatro Municipal, e os discos de música clássica ouvidos em casa, sempre ao lado do pai, quando ainda era bem pequeno. Além disso, "nasci e cresci ouvindo meu tio Oreval, músico amador de mão cheia, tocando violão. Ele mesmo conta que, ainda bebê de colo, eu ficava quieto e atento quando ele começava a tocar. Sem dúvida, ele foi a primeira pessoa a despertar a minha paixão pelo violão."
 
Lucas Porto começou a tocar e a estudar música aos sete anos, no curso de iniciação musical da Escola de Música da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro). Aos oito, decidiu estudar violino, sendo aluno de Carlos de Almeida, até os 12, e de Marco Antônio Lavigne nos três anos seguintes.
 
Lucas estudou, dos dez aos 12 anos, teoria musical, ditado e solfejo com João Fernandez. Aos 15, abandonou o violino para dedicar-se ao violão.
 
"Fui autoditada até os 19, quando comecei a estudar violão clássico com Luis Carlos Barbieri, e dois anos depois fui fazer o curso de Bacharelado em Violão da Universidade do Rio de Janeiro (UNIRIO), com Maria Haro. Nessa mesma época, comecei a estudar violão de 7 cordas e tive algumas aulas com Luiz Otávio Braga, também na UNIRIO."
 
Nos estudos de violino, Lucas Porto usava, entre outros, o método "19 Estudos Para Violino" (Ed. Ricordi), de Kreutzer. "Também fazia muitos exercícios de arco, outros vários de velocidade. Já nessa época comecei a usar muito o metrônomo no estudo."
 
Para a prática do violão, utilizou os livros de Ferdinando Carulli - “Metodo Completo Per Chitarra” (Ed. Ricordi); Leo Brouwer -   “ÉtudesSimples (Estudios Sencillos)” (Ed. Max Eschig - 5 Volumes – Edição Francesa); Fernando Sor - “Complete Sor Studies for Guitar” (Ed. Mel Bay); e composições de Enrique Granados, além de vários exercícios para as mãos direita e esquerda que seus professores indicavam.
 
Para Lucas Porto, o aprendizado tecnicamente mais útil foi o treino da percepção auditiva. "Pessoalmente, foi saber como direcionar o estudo unicamente para o que me interessa na música. E nunca deixar a criatividade para trás, ela sempre me dá o rumo certo."
 
As figuras decisivas em sua formação musical foram seus pais, por sempre lhe darem todo o apoio e incentivo, e seu primeiro professor, Carlos de Almeida, por ter fomentado nele o gosto pela música popular, sobretudo pelo choro e o samba.
 
O auto-didatismo, para Lucas Porto, se deu especialmente em relação ao violão de 7 cordas e ao arranjo. "Comecei, por conta própria, a fazer transcrições das gravações de choros e sambas nas quais havia o instrumento, sobretudo de gravações de Dino Sete Cordas e Raphael Rabello. No início, tirava tudo igual e tocava. Depois, comecei a buscar minhas próprias frases e melodias de contraponto. O mesmo processo se deu em relação ao trabalho como arranjador. Aprendi fazendo, nunca tive aulas de arranjo com ninguém, embora as considere fundamentais e as tenha nos meus planos futuros."
 
Lucas Porto cita o violonista Raphael Rabello entre as mais importantes referências de sua formação: "Ainda que nunca o tenha conhecido pessoalmente, ele foi muito importante para a minha formação como violonista, pois foi desde sempre a referência que tive como instrumentista e músico. Sua criatividade, originalidade e vigor técnico sempre me encantaram."
 
Dos músicos com quem convive, o instrumentista cita a influência de Cristóvão Bastos, Maurício Carrilho, Eduardo Neves, como compositores, instrumentistas e arranjadores, e de Paulão 7 Cordas, músico, arranjador e produtor musical, por sua amizade e por seu grande conhecimento de samba.
Leia mais...

Contato

Todos os direitos reservados (c) 2008 - 2009
Banco de Música Serviços de Comunicação e Cultura Ltda.